Transferência de benefício

publicado 9 de Maio de 2017 10:41, última modificação 20 de setembro de 2019 13:34

É a possibilidade que o beneficiário tem de alterar a agência do INSS responsável pelo seu benefício, decidindo qual unidade de atendimento é mais conveniente para ele quando precisar alterar seus dados cadastrais ou tratar de assuntos relacionados ao seu benefício.

Qualquer agência do INSS pode prestar informações a respeito do seu benefício, bem como imprimir extratos e consultas. No entanto, apenas a unidade onde o benefício está mantido pode alterar dados cadastrais e informações bancárias, além de tratar de questões ligadas ao pagamento.

A transferência de benefício é realizada mediante agendamento na agência a ser escolhida de acordo com sua facilidade de deslocamento ou proximidade de sua residência. É a esta agência que você deverá se dirigir sempre que precisar alterar dados cadastrais e informações bancárias.

 

Como solicitar o serviço

    • Faça login no sistema, escolha a opção Agendamentos/Requerimentos, Clique em “Novo requerimento”, digite no campo “pesquisar” a palavra “transferir” e selecione o serviço desejado.
    • Acompanhe o andamento pelo Meu INSS, na opção Agendamentos/Requerimentos.

 

O segurado será previamente comunicado nos casos em que for indispensável o atendimento presencial para comprovar alguma informação.

Documentos necessários

Apenas se for solicitado:

Procuração ou termo de representação legal, documento de identificação com foto e CPF do procurador ou representante, se houver;

 

Para quem reside no exterior

  • Quem passar a residir em um dos países com os quais o Brasil possui Acordos Internacionais com rotina de envio de créditos, deverá solicitar a transferência à agência do INSS que hoje é responsável pelo seu benefício. Esta agência então encaminhará o requerimento à agência do INSS de Acordos Internacionais responsável por atender o país onde o beneficiário reside (consulte a rede de atendimento do INSS para mais informações);
  • O beneficiário residente no exterior deverá nomear um procurador, caso opte por continuar a receber os seus pagamentos no Brasil ou caso o novo país de residência não tenha acordo internacional de envio de créditos com a Previdência do Brasil.

Ficou alguma dúvida?

Em caso de dúvidas, ligue para a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135.

O serviço está disponível de segunda a sábado das 7h às 22h (horário de Brasília).

 

Assuntos relacionados